segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Seu carro está parado na garagem ou fica 8 horas por dia preso no estacionamento enquanto trabalha? Bom, estas são duas oportunidades que você tem de ganha rum dinheirinho extra. Está é mais uma das janelas abertas pela economia colaborativa.

O sistema funciona da seguinte forma: sites ou aplicativos de smartphones conectam a pessoa que tem o carro com quem está interessado em aluga-lo por uma quantidade de horas. Para isso é combinado uma taxa que a pessoa que alugar o carro precisa pagar. Algumas redes mais especializadas fazem o cadastramento do currículo e exigem o pagamento de uma tarifa bastante baixa, sempre abaixo dos R$ 10,00 para cobrir casos de danos ao veículo.
No entanto, para aqueles que já tem o seguro a segurança de danos ao seu carro pelo locatário. As opções de locação são possíveis em dias, hora ou semana, conforme a empresa ou cliente. Cada proprietário é livre para cobrar o quanto achar que deve, mas a maioria das plataformas tem uma sugestação de valor para recomendar aos motoristas. 

Alugar o seu veículo durante três dias inteiros da semana (ou o equivalente a isso) pode lhe trazer um lucro de R$ 400,00 até R$ 850,00 de acordo com a base de algumas empresas de aluguel de automóveis que trabalham desta forma mais colaborativa (Pegar, Fleety e Parpe são alguns exemplos). Lógico que, a maioria delas cobra um percentual da locação, que varia de 10% a 20%.
O Cadastramento do veículo é gratuito na maioria das plataformas e o aluguel pode ser feito de forma completamente online. Aquelas plataformas online que cobram percentagens em cima do valor recebido pelo proprietário do veículo cobrem danos mecânicos, acidentes de trânsito ou roubo do carro, caso o veículo já não esteja assegurado por alguma seguradora.

Como fazer a manutenção do veículo costuma ser recorrente e caro, está uma possibilidade de economizar para pagar os gastos eventuais com o carro como revisões, seguros, financiamentos, troca de óleo, pneus entre várias outras necessidades. 

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Está na hora de trocar o óleo? Saiba o jeito certo de fazer a troca

Ter um carro é sinônimo de muita responsabilidade, seja com o transito ou com a manutenção. E é claro que a tentação pelas famosas gambiarras são muito grandes quando alguma coisa precisa ser trocada ou renovada. O mesmo acontece com a troca de óleo, você sabia que não basta apenas completar o nível?
A troca de óleo é muito importante par que o motor e demais peças do veículo continuem a ser lubrificadas corretamente, evitando o desgaste e conseqüências que pode ser até a fundição do motor. Tem muita gente que para se livrar do problema, adiciona lubrificantes ou coloca algum óleo qualquer. Entretanto, nada disso adianta.
Na verdade a consequencias dessas famosas gambiarras podem ser grandes e diversas. Perda no desempenho, falha ao dar a partida, aumento do consumo de combustível e até mesmo perda da garantia. Tudo isso é provável acontecer com aqueles que não completam o nível de óleo da maneira correta.
Para fazer conforme a maneira mais correta é preciso seguir os seguintes passos:
1- Verificar se o nível  de óleo está correto (precisa ser checado com o carro frio e em lugar plano para colher os resultados corretamente). Abra o capô, puxe a vareta do óleo, limpe com uma flanela e verifique onde está manchado e coloque de novo no tubo, retire e verifique se está dentro do limite indicado na vareta. Se não estiver, continue a seguir os passo desta lista.
2- Procure qual é o veículo certo de acordo com seu automóvel. Existe uma enormidade de siglas para nomear cada tipo de óleo. Para saber qual é o certo não precisa entender todas elas, apenas certifique-se com um especialista ou frentista qual deve ser utilizado no seu veículo e providencie. Aqui tem um perigo: se você escolher o óleo errado para o seu carro ele pode não suportar a dilatação e provocar excesso de calor no motor. Assim, ao invés de manter as peças OK, irá estragá-las mais facilmente.
3- Agora que você já sabe que não é qualquer óleo que pode colocar no motor do seu carro, certifique-se se o seu nível de óleo foi colocado corretamente e se está dentro dos níveis necessários. Caso não esteja, providencie o mais rápido possível e garanta uma longa vida ao seu carro.

Para saber mais sobre manutenções e veículos fique ligado no site http://seunovograndecarro.com.br/. Nele contém várias informações importantes para você e seu veículo.